Fale com a QLog

(31) 98300-0773

OTIMIZAÇÃO DE CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO

A logística no Brasil e no mundo vem passando por uma revolução nos últimos anos na busca por uma maior eficiência operacional. Observamos isso claramente nos Centros de Distribuições que estão passando por grandes transformações, de centros altamente especializados em operações logísticas. Em um breve espaço de tempo surgiram novas ferramentas tecnológicas, novos equipamentos de movimentação e armazenagem, processos operacionais otimizados, capacitação profissional especializada e outros recursos que têm permitido ganhos de produtividade expressivos dentro das empresas. Soluções de TI como WMS, IMS, TMS, Gestão de Frota, Gestão de Estoques, Roteirizadores, Gestão de entregas e uma infinidade de soluções já são de conhecimento da maioria das empresas envolvidas com a logística. Além de amplas opções, esses recursos se tornaram acessíveis, o que não era o caso até pouco tempo atrás.

No campo dos equipamentos de movimentação e armazenagem para logística, também observamos o surgimento de um número cada vez maior de opções, que assim como as ferramentas de TI, já passam a fazer parte dos estudos de viabilidade operacional e financeira para as empresas. Os projetos de layout que envolvem automação são cada vez mais frequentes e uma demanda constante dos clientes. Equipamentos como trans elevador, miniloud, cubi, esteiras semiautomatizadas, sorter, dentre outros, já foram implantados ou estão em estudo de implantação nos grandes atacados distribuidores e indústrias do país. Mesmo equipamentos de movimentação, já amplamente utilizadas no cotidiano das operações logísticas, como as evoluído rapidamente para atender às demandas específicas dos clientes e uma gama de novos modelos sugiram com esse objetivo. Empilhadeiras do tipo retrátil, articulada, dupla profundidade, multidirecional e outras foram desenvolvidas de forma a atender às necessidades de maior velocidade e ganho de capacidade de armazenagem nos Centros de Distribuição.

Apesar de todos esses avanços tecnológicos, o pilar “recursos humanos” ainda se mantém como o de maior importância na sustentação de uma operação logística otimizada. As empresas que buscam a máxima eficiência operacional têm que ter a consciência de que os melhores recursos físicos e as melhores ferramentas de TI não são capazes, ainda, de realizar grandes transformações sem a interferência e a gestão humana. Nesse sentido, aspectos como motivação, estrutura organizacional bem definida, remuneração por resultado, dentre outros devem ser sempre considerados na reestruturação de uma operação logística que objetiva o ganho de eficiência.

Diante de tantas novas variáveis que compõem um centro de distribuição, o grande desafio das empresas é conseguir integrar todos esses recursos de forma que funcionem como uma grande engrenagem. O sucesso não está apenas na compra dos melhores equipamentos, na escolha das melhores ferramentas de TI, na melhor equipe operacional ou na implantação dos melhores processos e sim em fazer tudo isso funcionar em total sincronia.

Nós, da QLOG Consultoria, somos especialistas em Otimização de Centros de Distribuição.

Alexandre Monteiro de Castro é sócio-fundador e atual presidente da QLOG Consultoria em Logística

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Solicite uma proposta

Estamos de prontidão para lhe atender